Circuito Funcional

Atenção alunos dos treinos de Corrida e Caminhada:

Todo primeiro sábado do mês teremos na USP um treino diferenciado: CIRCUITO FUNCIONAL!

O que é um Circuito Funcional?

Trata-se de exercícios em forma de um circuito onde iremos desenvolver as capacidades de força, resistência, agilidade, coordenação e equilíbrio. Essas capacidades quando bem desenvolvidas auxiliam no desempenho e melhora do condicionamento físico do aluno na prática da corrida e da caminhada.

O primeiro Circuito será no dia 4 de agosto com início as 7:30! Compareça e complemente seu treino de uma forma diferente e bem animada!!

Dúvidas: corrida@serativo.com

Bons treinos!! =)

Anúncios

Olímpiadas P&G

Até o dia 27 de julho a SER ATIVO está organizando na Procter & Gamble as OLIMPÍADAS P&G !
Com atividades de: tênis de mesa, tiro ao alvo, campeonato de embaixadinhas e arremesso de basquete, badminton e gincanas de solicitação.
A equipe vencedora ganhará kits de aventura e a programação ocorre durante o expediente!
Lazer e descontração também é qualidade de vida!!

Faltam 8 dias para os Jogos Olímpicos de Londres.

Treinamento esportivo para as mulheres

O treinamento esportivo para mulheres deve ser específico, principalmente pelas necessidades e pelo biótipo diferenciado em relação aos homens, essas diferenças evidenciam-se, principalmente na performance esportiva. Conheça a seguir algumas especificidades:
Na mulher ocorre antes a maturação sexual do que nos homens, o que prova as diferenças corporais, devido principalmente as ações hormonais.
Em relação ao homem a mulher possui um menor coração, pulmão e menor concentração de hemoglobinas, este totalmente ligado aos esportes de resistência como as corridas de maratonas, sendo mais um fator de desvantagem sobre os homens… o que explica os tempos maiores em provas de resistência.
Possuímos ainda 10 vezes menos concentração de testosterona sanguínea (hormônio ligado ao anabolismo muscular) o que faz com que geramos menos força absoluta nos exercícios que envolvam força muscular.
Nossos braços e pernas são mais curtos, e o tronco mais largos, fazendo com que tenhamos a tendência de membros em X, o que aumenta o risco de lesões em joelhos, quadril e cotovelos.
Mas mulheres não fiquem tristes: esportes que envolvam equilíbrio como a Ginástica Olímpica as mulheres saem na frente, devido ao nosso centro de gravidade ser mais baixo e próximo ao chão, facilitando assim esportes de equilíbrio corporal.
E ainda temos o ciclo menstrual, que para algumas mulheres não é motivo para interferência no rendimento esportivo, porém para outras é uma catástrofe. Embora pesquisas relacionem que podem ocorrer uma queda no rendimento esportivo na fase pré menstrual, devido ao desconforto e sintomas da TPM (tensão pré menstrual), pode haver também melhoras de
rendimento na fase pós menstrual, devido ao aumento dos hormônios estrógeno e noradrenalina.
Esses e outros assuntos abordados devem ser lembrados pelos treinadores antes de se elaborar programas de treinamento para mulheres, para assim garantir a assiduidade e motivação necessária para a prática esportiva feminina.

Por Juliana Crepaldi – Coordenadora da SER ATIVO