Fernando, nosso aluno contou sua história com a corrida!

whatsapp-image-2016-09-19-at-16-07-07Com 11 anos comecei a engordar e não parei mais, aos 25 anos cheguei a pesar mais de 132 kgs, mas mesmo assim não me considerava sedentário, sempre participava das aulas de Educação Física no colégio e depois de formado sempre pratiquei natação e depois ciclismo de média e longa distância. Apesar disso tudo não emagrecia, já que minha alimentação era muito ruim.
Aos 26 anos e com alguns problemas de saúde, resolvi que era hora de mudar e me submeti a uma cirurgia bariátrica. Depois de 3 meses, com a liberação médica, que minha vida mudou. Mudei minha alimentação e retomei meus pedais em grupo para outras cidades, no fim eliminei 55 kg.
Em 2015 parei o pedal e vendi a bike, nunca gostei de correr, na verdade nunca foi fácil mover os mais de 130 kgs, e para não ficar parado me matriculei em uma academia. Comecei a malhar e nos meus treinos tinha corrida, com 84 kg tudo ficava mais fácil e prazeroso de se fazer, então comecei a pegar gosto, mas ai não gostava de correr na esteira e mudei para os parques.
Com 2 dias de academia me chamaram para uma corrida de 5 km na Av. Pacaembu e eu fui. Corri a o tempo todo e mesmo sem preparo fiz a prova em 34 minutos.
Peguei gosto por corrida de rua, ia malhar e depois ia pro Pq. Do Ibirapuera correr, mas eu não evoluía, não saia dos 5 km e então resolvi procurar ajuda para melhorar meu condicionamento e consequentemente minhas medidas de corrida (distância e velocidade).
Hoje, com 30 anos, os mesmos 84 Kg, mas com muito mais preparo, sou muito feliz com a corrida e com os amigos que fiz com a assessoria que escolhi para me preparar!
Foi assim que conheci e entrei para a Ser Ativo.

Anúncios

Cada quilo perdido era um KM à mais! Conheça a história da Carol, nossa aluna!

Nossa aluna Carolina Veraldi contou pra gente como a corrida mudou a vida dela…leia e inspire-se!!

carol veraldiSempre que começava uma dieta e academia, a corrida estava no meio. Eu não tinha acompanhamento nenhum, fazia sempre tudo por conta própria e acabava desistindo, com ou sem resultados.
Desde criança tive sobrepeso. Na adolescência entrei numa paranoia de não comer e malhar muito, emagreci bastante, mas emagreci errado, a ponto das pessoas me perguntarem se eu estava doente, pois minha aparência física não era saudável. Meus pais então me tiraram da academia e aos poucos voltei a engordar tudo de novo e ainda mais. Cheguei nos 75kg.
Até que no final do ano de 2014 comecei, mas desta vez comecei certo. Faço terapia para controlar minha ansiedade (que influencia muito na minha alimentação), passei por endócrino (checkup geral), nutricionista (reeducação alimentar e não dieta) e comecei a caminhar. Todo este pacote de iniciativas me ajudou a começar da melhor forma e encontrei amigos que me incentivaram muito a começar a correr, nem que fosse 5km.
Aos poucos fui perdendo peso e ganhando resistência para correr. Prometi pra mim que a cada kg perdido seria 1km a mais pra correr, até que bati a meta de -14kg = +14km.
A corrida foi se tornando viciante e hoje já não consigo viver sem, me dá “faniquitos” quando fico muito tempo sem correr, preciso dela para colocar as ideias no lugar, é meu momento comigo, quase uma meditação.
Recentemente fiz minha primeira meia maratona (não, não perdi 21kg rs) e a sensação é simplesmente indescritível! 😃

Cassiana, nossa querida aluna conta como a corrida mudou a vida dela!!

Jpeg

Cassiana na prova GRAAC 2016

Comecei minha vida nas corridas em 2012 quando uma amiga me chamou pra participar da Corrida Contra o Câncer de Mama. Jamais imaginei que entraria neste estilo de vida, não colocava fé que conseguiria, achava que não aguentaria correr nada. Mas encarei o desafio e fui e, a partir disso, nunca mais parei de correr.
Na realidade, na infância e adolescência, sempre fui adepta das aulas de Educação Física do colégio, nunca faltava às aulas e participei de campeonatos de vôlei, porém, como não tinha uma alimentação muito regrada, sempre abusei com doces e porcarias o que gerou um pequeno excesso de peso e isso veio a “pesar” uns anos depois.
Na fase adulta, começou aquela correria de trabalhar e estudar e as coisas só pioraram, acabei engordando mais, chegando aos 70 quilos para alguém com uma altura de 1,56cm. Passei a ter refluxo que me incomodava demais, cansaço para andar percursos mínimos e, claro, as roupas passaram a ficar pequenas. Estes foram alguns dos sinais de que eu deveria dar um basta na vida sedentária que estava levando.
Resolvi buscar ajuda com uma nutricionista e também comecei a fazer aulas de Muay Thai que foi aonde conheci a Marie que é a amiga que me incentivou às corridas e a quem agradeço demais por todo o apoio. Consegui perder 10 quilos com a reeducação alimentar e com as atividades físicas. Sem contar que isto melhorou e demais a minha autoestima.
Hoje, sou uma pessoa super consciente de que devemos cuidar e valorizar muito a nossa saúde. Fazer atividade física não é questão de capricho e sim aprender a buscar qualidade de vida, sem contar que melhora tudo. No meu caso, quando corro, sinto uma sensação de liberdade fantástica, é como se nada me impedisse de alcançar e atingir meus objetivos, sinto segurança em ver que sou capaz de tudo e de ir cada vez mais longe, esqueço os problemas e o stress vai embora, sem contar que depois que comecei a correr com a equipe da Ser Ativo ganhei vários amigos. Antes, o correr no parque era solitário e agora, mesmo correndo sozinha sei que temos toda uma equipe junto que nos motiva e faz com que os treinos sejam mais prazerosos e divertidos.
Esta é a minha história no mundo das corridas. Comecei a correr em busca de qualidade de vida e hoje vou muito além, tenho metas e objetivos, aos poucos estou me surpreendendo com meus resultados e, é claro, quero correr mais e mais e mais.

Renato, nosso aluno nº1 contou sua história com a corrida!

Hoje vamos compartilhar a história do nosso querido aluno Renato, nosso aluno número 1 da turma do PQ Ibirapuera, está conosco até hoje!!

Jpeg

Renato recebendo o prêmio de 1º lugar no Ranking Ser Ativo 2015

Comecei na corrida há cinco anos. Sim, modéstia à parte, fui um dos primeiros inscritos para as aulas do Ibirapuera, mas isso é outra história. Não diria que nunca tinha pensado em correr, nem que era o meu grande sonho, mas acho que, no fundo, sempre tive uma grande simpatia por esse esporte.
Nesse tempo peguei gosto pela coisa. Descobri que acordar cedo para correr no parque é algo muito especial. É uma sensação muito agradável correr cedinho, sem fone de ouvido, escutando o som matutino do parque, ouvindo os pássaros, vendo os cisnes e os gansos no lago, observando o movimento lá fora, as outras pessoas correndo e se exercitando também.
Em certos dias dá até pra pensar nas coisas que tenho para fazer durante o dia, organizar as ideias, melhorar seu humor… Opa, mas isso é rapidinho, sem tirar o foco no treino, é lógico!
Se cada louco tem sua mania, acho que encontrei a minha. Correr é muito legal, seja na rua, no parque, nas provas.
Bóra correr?

Janda não desistiu da corrida mesmo com complicações médicas!

jandaJanda é nossa aluna da turma de Treinamento de Corrida à muitos anos e contou sua história pra gente…

Há exatos 5 anos e meio fui mordida pelo bichinho da corrida! Minha primeira prova de 5km terminei em milagrosos 25 minutos, o que me inspirou a continuar, treinar e participar de mais e mais provas!
Correr é a minha forma de meditar….me acalma, me inspira!!
A corrida me ajudou a superar os 4 tumores no abdômen. O último surgiu de repente, à poucos meses antes da minha primeira meia maratona: tudo pago, passagem, hotel, inscrição. Fiz a cirurgia 1 mês antes da prova, e fui assim mesmo.. Não corri 21km, corri 5km e andei o restante..mas não desisti!
Vencer meus próprios limites é o que amo na corrida.
Agora é hora de ter disciplina nos treinos para encarar os 21km e dessa vez sem surpresas, só alegrias!

 

Casal que corre junto…fica mais unido!!

Veja a história da Julia e o Albano….inspire-se!!

DSC05165Correr sempre foi uma vontade! Desde cedo elegi essa como a minha atividade física ideal, por ser um exercício aeróbico que podemos praticar em qualquer hora e lugar (e mais importante, fora da academia…ao ar livre…rs)
Comecei a correr diversas vezes, mas acabava desistindo, tentava de novo e desistia. Foi aí que meu marido Albano e a Ser Ativo fizeram a diferença.
Convenci ele a correr comigo e nos matriculamos na Ser Ativo em setembro de 2014. Desde então, não paramos!
Correr com uma companhia faz total diferença!
Quando um está desanimado ou com preguiça de sair de casa, vem outro para animar e motivar.
Quando alguém está devagar quase parando, tem o outro para puxar o ritmo.
Quando estou prestes a desistir, vem uma palavra de incentivo!
E correr com uma assessoria facilita as coisas, é ótimo receber o treino pronto toda semana, ter alguém para dar dicas, corrigir movimentos e ensinar exercícios variados. Torna tudo mais fácil!
Não poderia deixar de falar do Ibirapuera, como é bom correr em um lugar tão bonito e com uma energia tão boa como esse parque!
Enfim, com todo esse apoio não paramos mais de correr. Nesse período eu emagreci 6kg, o Albano 15kg! Participamos de 8 provas diferentes. Nosso preparo físico deu um salto e ficou mais praticar outros esportes!
Atingimos nossa meta de 2015! E em 2016? Com todo esse resultado e com a satisfação de conseguir correr provas que antes eram impensáveis…. dobramos a meta rs!! Que esse seja mais um ano com muitos quilômetros corridos!

Hoje a história é da Grazi! Inspire-se!

DSC05154Meu nome é Graziella, tenho 35 anos.
Desde quando entrei para corrida, meu objetivo nunca foi correr uma Maratona, ou meia Maratona, participar da São Silvestre ou outra prova do tipo.
Desde pequena sofro com os sintomas da enxaqueca. Há 15 anos comecei a ter as primeiras crises mais fortes e há mais ou menos cinco anos tornaram-se mais frequentes e intensas, havendo a necessidade cada vez mais de medicamentos (em média 4 a 5 analgésicos ao dia).
Nas indas e vindas a médicos e hospitais, sempre ouvia a mesma orientação: atividade física.
Depois de tentar vários tratamentos alternativos e atividades físicas diferentes, e estudando sobre o assunto, ouvi o relato de algumas pessoas que obtiveram uma melhora significativa com a prática regular da corrida.
No início, tudo parece impossível. Mas com a paciência e a colaboração de todos os coaches, dos colegas e a vontade de melhorar, os primeiros benefícios começaram a surgir: melhora na qualidade do sono, disposição para trabalhar e estudar, recuperação do humor, diminuição dos analgésicos (de 4-5/dia para 2-3/semana), e o melhor de tudo: recuperando sonhos! Ah, e de presente ainda consegui emagrecer: foram 10 kg em 01 ano!

Jpeg

Ainda estou em tratamento, ainda tomo medicamento, faço acompanhamento médico e tenho muito o que alcançar! Mas quem sofre desse mal ou de outra doença crônica, sabe muito bem o que significa esses degraus que consegui subir com a ajuda deste esporte! Esses tipos de doenças as vezes te impedem de sonhar! Cada dia sem medicamento para dor ou outro sintoma é considerado uma vitória, e essa equipe (todos, sem exceção!) tem boa parte da responsabilidade dessa recuperação e superação!
Do fundo do meu coração: MUITO OBRIGADA!
No início, eu citei que meu objetivo não era correr uma prova específica, mas se tudo correr como estou planejando, isso pode mudar em muito em breve! Afinal, porque não?

Lembrando que a Grazi foi a 3º aluna colocada no Ranking Ser Ativo 2015 !! Parabéns Grazi!!